O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

Entenda o fenômeno do crescimento deliberado de startups nos últimos tempos

 

Criado por Sean Ellis, Empreendedor e Investidor-Anjo, o título de Growth Hacker é usado para definir aquele que usa estratégias criativas e de baixo custo para ajudar empresas a adquirir e reter clientes. Por isso, geralmente a ideia do Growth Hacking é usada com startups em seu estágio inicial, onde precisam de crescimento maciço em pouco tempo com orçamentos pequenos.

 

Growth Hacking é um termo genérico para estratégias focadas exclusivamente em crescimento.

 

A palavra Hacking provavelmente te levou a pensar que, para ser um “Hacker de crescimento”, você devesse investir em uma faculdade de programação primeiro. Acredito que será um alívio saber que isso não é nem um pouco necessário.

 

Gagan Biyani, co-fundador da Udemy e Growth Hacker assumido: “muitas das descrições de growth hackers na web são desnecessariamente restritivas. Não acredito que eles devam ser engenheiros formais quando muitos dos growth hackers mais conceituados não codificam regularmente “.

 

Como Utilizá-lo Ao Seu Favor

Apesar do nome complicado, não é tão difícil seguir essa linha de planejamento. Primeiro, crie seu produto e faça testes para garantir que as pessoas realmente o desejam e estejam dispostas a pagar por ele. Isso ajudará você a coletar dados para entender melhor sua “clientela”, te dando direções táticas quando se trata de marketing de crescimento.

 

É assim que funciona aqui na Comunikar, por exemplo. É bom lembrar que a personalização do atendimento ao cliente também está em crescimento no marketing digital.

 

O sucesso de um growth hacker está na definição de objetivos precisos que alimentarão o objetivo geral de crescimento. Isso limitará a tentação de ampliar seu foco e maximizar o tempo que você pode gastar em algo mais certeiro e menos generalizado.

 

Marque presença ativa (e quando digo ativa, quero dizer diária, evite o spam) nas redes sociais. Crie também um site para trazer maior credibilidade para o seu negócio. Não é só de likes e popularidade que se vive uma marca. Consolide-a no mercado com informação de fluxo.

 

Fique ligado nos dados de feedback. Como anda o retorno das suas vendas? Quantas pessoas você anda alcançando? Qual o seu público atual (acredite, ele pode mudar)? O que você pode melhorar para alcançar ainda mais? Estacionar na zona de conforto vai contra a lei do Growth Hacking, que se alimenta na ideia do crescimento rápido e constante.

 

Isso é Tudo Que Eu Preciso?

Não, na verdade não. Veja bem: growth hacking não substitui o marketing digital. Na verdade, longe de serem entidades independentes, o growth hacking e o marketing digital estão intrinsecamente vinculados. A mentalidade compartilhada por trás de ambos circula a ideia da experimentação, da criatividade e do planejamento a fim de alcançar objetivos.

 

Marketing Digital vs Growth Hacking

Nas startups, o growth hacking é um fator que pode ser cultivado dentro de uma equipe de marketing. Nas organizações maiores, pode haver um contingente de crescimento separado entre funções. De qualquer maneira, essas duas são especialidades muito complementares. A real diferença é como elasa procuram alcançar seus objetivos.

 

Um profissional de marketing pode usar o engajamento para analisar uma meta geral de conscientização de uma marca. Um growth hacker, em comparação, pode estabelecer uma meta de aumentar o compartilhamento social em 50%. Ou seja: as atividades de marketing podem ter um foco amplo que abrange qualquer parte do funil, enquanto o growth hacking depende da definição de metas altamente definidas para um resultado específico e singular.

 

 

Read More
13 de fevereiro de 2020

6 Tendências Para o Marketing Digital em 2020

6 Tendências Para o Marketing Digital em 2020

“Vidência gratuita” para você saber o que esperar do marketing nesse novo ano

 

É de praxe que o marketing digital esteja em constante evolução. Desde a era da revolução industrial, a tecnologia é uma das coisas que não para de sofrer mutações benéficas.

 

Hoje, ficar para trás no tema não só te garante a fama de careta como coloca sua Empresa em situação de crise. É impossível crescer sem seguir uma moda que dita a globalização da economia.

 

Mas disso você provavelmente já sabia, principalmente se acompanha o nosso blog. Então, já que gostamos de insistir na importância de um bom Marketing Digital, decidimos passar um spoiler sobre o que estará em alta durante o ano de 2020.

 

Aplicativos de mensagens sociais

É óbvio, não é de hoje que usamos as redes sociais. Porém, a crescente popularização delas implica que a cada ano estaremos mais próximos de respirar conteúdo digital.

 

Especialistas em marketing digital garantem que, em 2020, você verá mais marcas usando aplicativos de relacionamento para se comunicar com seus clientes. Ou seja, isso não apenas permite que o marketing seja extremamente personalizado, mas também é uma maneira conveniente de se obter contato direto entre consumidor e empresa.

 

Personalização

80% dos consumidores relatam que estão mais inclinados a comprar de uma empresa que oferece experiências personalizadas.

 

Em 2020, conhecer seu público e interagir com ele de forma mais interpessoal vai se tornar uma obrigação. Invista em um tratamento mais humano e menos robotizado – esse é o segredo do Marketing Digital pessoal. Um bom atendimento em chat privado te leva diretamente até a casa do cliente, oferecendo mais conforto e dinamismo.

 

Sabe-se que, onde tempo é dinheiro, a otimização do mesmo é lucro.

 

Conteúdo interativo

Ter um conteúdo original ajudará sua marca a superar as demais. 91% dos consumidores procuram mais interatividade ao comprar on-line. A era onde apenas uma bela vitrine bastava acaba aqui.

 

Use as redes sociais para fazer postagens que conversem com o consumidor, faça mais vídeos em 360 graus, levante perguntas através de questionários e trate os resultados como pesquisas de satisfação. Em resumo, convide-o a fazer parte do seu negócio, entendeu?

 

Transparência

Não é surpresa que informações transparentes e fáceis de entender são responsáveis por captar e fidelizar clientes. Todos gostam de saber a verdade, especialmente em época de fake news. Nesse ano novo, com certeza não será diferente.

 

Deixe as imagens meramente ilustrativas para os pacotes de bolacha. Crie anúncios reais de pessoas reais utilizando seus produtos para dar um peso de veracidade por apelo emotivo. Afinal, pessoas gostam de ver pessoas, e pessoas geralmente confiam mais em seus iguais do que em imagens com fundo branco.

 

Vídeo

72% das pessoas preferem aprender sobre um produto ou serviço por meio de vídeo. Com tantos benefícios, como interatividade e entretenimento inclusos,mais e mais empresas estão usando o vídeo como ferramenta para comunicar suas mensagens.

 

Claro, criar uma animação simples com frases e “brilhos” não é o suficiente para o Marketing Digital profissional. É por isso que é necessário pensar em todo um roteiro que caiba em imagens criativas para passar a mensagem certa. Se o seu vídeo conta uma história (começo, meio e fim), é mais provável que o espectador o assista até o final.

 

Voice First

Por último mas não menos importante, temos a famosa automação de tarefas por comando de voz. Graças ao crescimento do mercado IA (inteligência artificial), a ideia é que as Empresas passem a oferecer a seus consumidores experiências de voz usando IAs dentro de suas plataformas.

Para se ter uma noção, a ComScore afirma que, em 2020, 50% das buscas serão feitas por voz.

 

Pois é, com a jogada de marketing certa, você consegue destacar seu negócio de forma que os próprios robôs recomendem sua loja física para aqueles que perguntam coisas como “onde fica o restaurante mais perto”. É tudo questão de augorítmos e SEO.

 

Aqui na Comunikar, não só te providenciamos a chave para o futuro como ajudamos você a usá-la! Marketing Digital é a nossa especialidade.

Mande uma mensagem pra gente e venha descobrir o que mais podemos fazer por você.

Read More
8 de janeiro de 2020

Redes Sociais – Qual a Importância de uma boa Comunicação?

Redes Sociais – Qual a Importância de uma boa Comunicação?

O por que de um bom SAC te impulsionar nas redes

 

Meios de comunicação inconvencionais hoje são aqueles que outrora considerávamos insubstituíveis. O telefone, por exemplo, passa a ser menos requisitado quando em comparação com o chat das redes sociais. O consumidor moderno vai preferir a abordagem direta dos chat digitais do que o bate e volta mais “trabalhoso” das conversas por voz.

Mesmo assim, nem todo público deve ser respondido de forma robótica. 80% dos consumidores relatam que estão mais inclinados a comprar de uma empresa que oferece experiências personalizadas. As pessoas gostam de ter um tratamento mais personalizado e único quando em comparação com as outras. É justamente essa abordagem diferenciada que te fará sair em primeiro lugar no quesito carisma.

Sim, empresas também precisam ter carisma. A qualidade da interação produto – cliente é essencial para o fechamento de uma compra, principalmente para a fidelização que tanto se procura no mercado.

Quem em sã consciência voltaria a fazer compras em um local que não atende bem os seus visitantes? Ninguém gosta de um atendente mal-humorado, muito menos de ser ignorado ao questionar o funcionamento da loja. O mesmo pode ser dito quando se trata do ambiente cibernético. Ignorar as redes sociais é provavelmente o maior erro de todos.

Subestimá-las é o segundo.

 

De acordo com a 20ª Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia Brasil, realizada pelo IAB, a publicidade digital já é o maior segmento, respondendo por cerca de 50% de toda a receita publicitária. Isso equivale a cerca de US$100 bi até 2023.

 

Não se trata de anunciar seu trabalho nas redes e esperar uma chuva de clientes no dia seguinte. A conquista de prospectos não acaba nunca. Hoje, tem-se o privilégio de diminuir essa distância através de uma comunicação mais dinâmica na internet, e você pode fazê-la de qualquer lugar.

Como?

Entendendo seu público. Ouvir seus feedbacks, por mais negativos que possam ser, te garante uma visão mais ampla de como seu produto afeta aqueles que o consumem.

Lembre-se de usar e abusar da boa educação: pessoas gostam de ser tratadas com respeito. Ignorar comentários ruins não te levará a lugar nenhum, enquanto retificações demonstram vontade de melhorar o que se precisa.

 

Evite ser monossilábico. Agradeça elogios e faça um convite, sempre que possível, para visitas ao seu estabelecimento. Pessoas sentem-se facilmente coagidas durante um convite direto.

 

Ofereça espaço para opiniões. Deixe claro que todo e qualquer comentário é muito bem-vindo. Afinal, é para isso que servem as redes de relacionamento: para você se relacionar com quem realmente importa.

 

De acordo com uma pesquisa da Epsilon (departamento independente de pesquisa e análise financeira) feita com 1.000 pessoas de 18 a 64 anos, 80% disseram ser mais inclinadas a fazer negócios com uma empresa se ela oferecer experiências personalizadas. 90% afirmaram que a personalização é algo interessante.

 

Trabalhadas com o tempo, essas dicas fortalecerão não só o SAC da sua empresa, mas a forma como ela é vista pelo público. Empatia gera confiança, que gera fidelização, e ambas constituem o maior poder que se pode ter sobre o mercado.

Read More
23 de dezembro de 2019

Rede social substitui um site?

Rede social substitui um site?

“Já tenho uma página no facebook e um perfil no instagram, preciso mesmo de um site?!”

 

É possível notar que empresas de pequeno e médio porte deixaram de atualizar seus sites, principalmente depois do crescente número de usuários de rede social nos últimos anos. Mas com a mudança dos algoritmos do facebook em 2018, o resultado não estava mais sendo tão satisfatório. O instagram, por sua vez, não tem as mesmas funcionalidades e informações de uma fanpage. Por isso, uma página no Facebook não substitui a importância de ter um site. Quer entender o por quê? Continue acompanhando este artigo.

 

 

Site x Redes Sociais

Ter um site responsivo e uma boa gestão das redes sociais é essencial para qualquer empresa, independente do segmento. O ideal para que seu negócio tenha uma presença online com mais impacto é ter os dois meios, pois um completa o outro. É importante também entender as plataformas, seus diferentes tons de comunicação e os novos hábitos do consumidor moderno.

Outro fator que deve ser levado em consideração, é analisar o cenário da sua empresa e entender onde é que o seu público está. Com essas informações fica mais fácil traçar as estratégias de mídia.

Por exemplo, diversos negócios deixaram os seus sites de lado e nunca mais o atualizaram. A tecnologia mudou e a forma de consumo também. Hoje, o site precisa ser responsivo, ou seja, se adaptar a qualquer tipo de tela (tablet, celular e computador) e principalmente precisa dispor de uma boa experiência de navegação para o usuário que o visita.

Cenário Atual

Depois de entender todo esse cenário, vamos a resposta do título do artigo. Não, rede social não substitui um site. Assim como um site não substitui uma rede social. Ambos são importantes e se complementam como já foi dito. Mas não há como negar que um site traz credibilidade ao seu negócio, seja ele para venda de produtos ou serviços. Neste caso, quem é que nunca pesquisou algo no Google para confirmar uma informação ou ver se o negócio realmente existia?

 

Em conclusão, apenas reflita que precisamos entender a funcionalidade de cada canal de comunicação. Rede social é uma rede de relacionamento, ou seja, é um lugar para estreitar a relação com o cliente, interagir, criar conteúdos de valor, ter uma relação de “amigo” e não somente venda. O site é institucional, é onde você será encontrado pelo google, é onde estão todas as informações formais sobre o seu negócio e o que passará mais credibilidade, por isso mantenha-o sempre atualizado.

 

Esperamos que este artigo tenha ajudado a sanar suas dúvidas! Está precisando de ajuda para melhorar a presença do seu negócio online? Conte com a Comunikar, vamos tomar um café e bater um papo sobre marketing digital.

Até mais!

Por: Marcela Lopes

Read More
15 de abril de 2019