Category: Estratégias

Coronavírus: Reduza os Impactos Causados ao Seu Negócio

Estamos vivendo um momento muito crítico em nossa sociedade, pois afetou diretamente a maioria das empresas. Saiba como reduzir os impactos causados ao seu negócio pela pandemia do Coronavírus.

É inegável que os impactos causados pela pandemia de Coronavírus nos negócios já foram sentidos por grande parte das empresas ao redor do globo. Como parte desses impactos, muitas companhias aderiram ao trabalho remoto, ou Home Office, como uma solução viável para redução de custos e diminuição das chances de contaminação pelo Coronavírus no ambiente de trabalho.

Antes da pandemia, o Home Office era um modelo de trabalho pouco utilizado pelas empresas e apenas um em cada sete profissionais praticava o trabalho remoto. A utilização deste modelo provocou grandes desafios de adaptação para os profissionais, sobretudo em relação ao equilíbrio entre as atividades profissionais e pessoais em um mesmo ambiente. Porém, dados obtidos recentemente mostram que estes desafios foram respondidos com o desenvolvimento de novas atitudes e habilidades, que permitiram superar as dificuldades e, hoje, a grande maioria dos profissionais se sente confortável com o modelo de trabalho remoto.

De acordo com o SEBRAE, durante o início da pandemia, 43% das empresas adotaram imediatamente o home office devido ao estado de calamidade pública e em respeito às recomendações da OMS.
Ainda de acordo com a pesquisa MOBILITY 2020 realizada em parceria com empresa brasileira Global Line, 58% dos entrevistados se declararam “confortáveis” com o trabalho remoto.
Portanto, parece ter ficado claro que a utilização de ferramentas ligadas ao universo digital foi a melhor escolha durante a pandemia, e essa tendência deve se consolidar durante os próximos anos.

Apesar disso, ainda há grandes desafios a serem superados. Os principais pontos apontados são: a dificuldade em se socializar, em desenvolver confiança mútua, em se comunicar, e em manter uma meta em comum com a equipe remota. Além disso, outros pontos de melhoria devem ser considerados pelas empresas, como por exemplo a segurança de dados, a comunicação efetiva e o engajamento contínuo dos colaboradores.
Mesmo sabendo dos benefícios e dos desafios que ainda estão por vir, o fato é que a sua empresa não pode parar!

Sendo assim, é importante estar atento as rápidas mudanças que vem ocorrendo nos últimos tempos e, caso se faça necessário, traçar novas e ágeis estratégias para manter a estabilidade do seu negócio e conseguir resultados positivos mesmo em um momento de crise.
Mudar o comportamento e o direcionamento estratégico de sua empresa pode não ser uma tarefa simples, mas com a ajuda de uma agência especializada na utilização de ferramentas de marketing digital, e que seja criativa e pautada pelos resultados, o seu relacionamento com o seu público-alvo pode ser fortalecido, incrementado e seus efeitos positivos podem ser sentidos em um curto espaço de tempo.

A COMUNIKAR pode ajudar a melhorar a performance da sua empresa, elaborando estratégias inovadoras e personalizadas e que estejam de acordo com a necessidade do seu negócio. Anúncios no GOOGLE ADS, anúncios no FACEBOOK & INSTAGRAM, gestão de REDES SOCIAIS e desenvolvimento de WEBSITES são alguns dos recursos utilizados para melhorar a presença online da sua empresa, e por consequência, melhorar suas vendas ou sua oferta de serviços.
Uma das grandes vantagens em utilizar ferramentas de marketing digital é o excelente custo-benefício, no entanto há outras diversas vantagens em marcar uma boa presença online, como por exemplo: gerar engajamento, acompanhar jornada de compra, conquistar a fidelização dos clientes, ganhar autoridade de marca, competir com empresas maiores, ter presença 24 horas, segmentar o público, personalizar as ofertas, obter resultados de longa duração e mensurar todos os resultados obtidos.

Não espere o tempo passar e comece sua mudança agora mesmo. Entre em contato com a nossa equipe e vamos juntos traçar os rumos do Marketing Digital de seu negócio!
A COMUNIKAR fica na Av. Dr. Pedro Lessa, nº 2721, sala 24, em Santos– SP.
Nossos telefones são o (13) 4141-6060 ou o (13) 3513-6601.
Entre em contato! Vamos tomar um café e conversar sobre como melhorar a performance da sua empresa, eliminando os impactos negativos que a pandemia pode ter causado ao seu negócio.

 

Quer aprender mais sobre marketing digital? Dá só uma conferida nesses artigos abaixo:

  1. 6 Jeitos Infalíveis de Conhecer o Seu Cliente
  2. Rede social substitui um site? 
  3. Tendências Para o Marketing Digital em 2020

Até mais!

Coronavírus: Saiba como Reduzir os Impactos Causados ao Seu Negócio

Coronavírus: Saiba como Reduzir os Impactos Causados ao Seu Negócio

Read More
17 de março de 2020

A importância de ter Google Analytics no seu site

A importância de ter Google Analytics no seu site

Entenda como essa ferramenta pode te auxiliar na mensuração de dados relevantes para o seu negócio.

 

Vamos lá! Se você chegou até aqui, é porque tem interesse (ou curiosidade) de entender o que é o Google Analytics. Independentemente do formato do seu website, se ele é institucional, uma landing page ou um e-commerce, partimos do princípio que você desenvolveu com um objetivo, certo?! Certo. Então, hoje você vai aprender como essa ferramenta pode te ajudar a mensurar e entender melhor comportamento do público que navega no seu site.

Resultado de imagem para metricas do analytics

Afinal de contas, o que é esse tal de Google Analytics?

Conhecido também como GA, o Google Analytics é uma ferramenta do google gratuita, onde é possível analisar dados relevantes do seu site a partir da instalação de um código do google. Esse código coleta todas as informações e transforma em relatórios visualmente mais simples para leitura e interpretação dos dados. Essas métricas tornam-se grandes aliadas das agências de marketing em tomadas de decisões para campanhas e ações.

 

O que analisar no GA?

Agora que você aprendeu o que é Google Analytics, vamos falar sobre as métricas que a ferramenta nos permite analisar. Nos relatórios você irá encontrar dados estatísticos, geográficos e demográficos como por exemplo:

Visitas: quantos usuários acessaram o seu site,  quantos usuários únicos e quantos retornaram ao seu site.

Fonte de Tráfego: indica de onde vieram os seus acessos, através de campanhas, redes sociais, e-mail, busca orgânica, etc.

Taxa de Rejeição: indica a porcentagem de usuários que acessaram sua site e saíram logo em seguida.

Público Alvo: você consegue observar qual o sexo do usuário, idade, cidade e até mesmo se ele está acessando o seu site de um celular ou computador, por exemplo.

Tempo Real: monitore os acessos em tempo real, como por exemplo, quantas pessoas estão no seu site neste exato momento.

E poderíamos ficar por um bom tempo falando de diversas métricas relevantes, pois cada caso é um caso! O que te aconselho é criar sua conta no analytics e explorar tudo que a ferramenta disponibiliza a seu favor.

 

Esperamos que este artigo tenha ajudado a sanar suas dúvidas! Está precisando de ajuda para melhorar a presença do seu negócio online? Conte com a Comunikar, vamos tomar um café e bater um papo sobre marketing digital.

 

Quer aprender mais sobre marketing digital? Dá só uma conferida nesses artigos abaixo:

  1. 6 Jeitos Infalíveis de Conhecer o Seu Cliente
  2. Rede social substitui um site? 
  3. Tendências Para o Marketing Digital em 2020

Até mais!

Read More
3 de março de 2020

Voice First No Futuro do Marketing

Voice First No Futuro do Marketing

O que esperar da pesquisa de voz como nova moda no Marketing Digital

 

Ok Google, pesquise a definição de voice first.

Na teoria, Voice First quer dizer Voz Primeiro, onde ao invés de utilizar o método da digitação, usuários optam por fazer buscas literalmente perguntando em voz alta.

 

A pesquisa por voz vem aumentando rapidamente. Para se ter uma ideia, a ComScore afirma que, em 2020, 50% das buscas serão feitas por voz. Até 2024, o mercado global de alto-falantes inteligentes que trabalham por voz poderá valer US $ 30 bilhões.

 

Embora isso possa parecer um grande obstáculo na estratégia atual de otimização de mecanismo de busca (SEO), existem estratégias específicas de SEO para pesquisa por voz que sua empresa pode usar, incluindo a inclusão de frases-chave que melhor se adequam às consultas de pesquisa vocal.

 

Alexa, Siri e Google podem ajudar a fazer buscas, enviar mensagens, ler textos em voz alta e ter grande valia no marketing digital. A VSEO (voice search engine optimization) do seu negócio é algo que será imprescindível nos próximos anos. Para isso, tenha sempre em mente como a pessoa falaria para buscar algo, em vez de como ela escreveria essa busca.

 

Estudo da CapGemini revela que quase 70% dos entrevistados disseram que vão substituir progressivamente as visitas a uma loja ou banco pelo seu assistente de voz dentro de três anos.

 

A VOZ NO MERCADO

A ideia é que as Empresas ofereçam a seus consumidores experiências de voz usando inteligência artificial dentro de suas plataformas. Existem quatro modos bem simples de pensar em VSEO sem sair muito da zona de conforto atual. São eles:

 

– Uso de linguagem de conversação

– Transformação de pesquisas de texto em perguntas reais vocalizadas

– Ênfase nos trechos em destaque

– Fornecimento de respostas concisas às perguntas em potencial

 

Quando as pessoas utilizam de pesquisas diretas na web, o foco principal é nas palavras-chave – o resto é deixado para que os mecanismos descubram a intenção do usuário. Ao invés de perguntar “onde fica o restaurante mais próximo?”, você apenas digita “restaurante próximo”. Em seguida, os mecanismos de pesquisa provém resultados e os usuários passam por eles um por um até chegarem às informações corretas que estão procurando.

 

Este não é o caso da pesquisa por voz. Uma pergunta clara é feita e uma resposta direta é fornecida, sendo ela o mais próximo possível do que se procura.

Ou seja: trabalhar o SEO significa aprimorar a palavra-chave a ponto de imaginar o consumidor a pesquisando em voz alta.

Read More
18 de fevereiro de 2020

O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

Entenda o fenômeno do crescimento deliberado de startups nos últimos tempos

 

Criado por Sean Ellis, Empreendedor e Investidor-Anjo, o título de Growth Hacker é usado para definir aquele que usa estratégias criativas e de baixo custo para ajudar empresas a adquirir e reter clientes. Por isso, geralmente a ideia do Growth Hacking é usada com startups em seu estágio inicial, onde precisam de crescimento maciço em pouco tempo com orçamentos pequenos.

 

Growth Hacking é um termo genérico para estratégias focadas exclusivamente em crescimento.

 

A palavra Hacking provavelmente te levou a pensar que, para ser um “Hacker de crescimento”, você devesse investir em uma faculdade de programação primeiro. Acredito que será um alívio saber que isso não é nem um pouco necessário.

 

Gagan Biyani, co-fundador da Udemy e Growth Hacker assumido: “muitas das descrições de growth hackers na web são desnecessariamente restritivas. Não acredito que eles devam ser engenheiros formais quando muitos dos growth hackers mais conceituados não codificam regularmente “.

 

Como Utilizá-lo Ao Seu Favor

Apesar do nome complicado, não é tão difícil seguir essa linha de planejamento. Primeiro, crie seu produto e faça testes para garantir que as pessoas realmente o desejam e estejam dispostas a pagar por ele. Isso ajudará você a coletar dados para entender melhor sua “clientela”, te dando direções táticas quando se trata de marketing de crescimento.

 

É assim que funciona aqui na Comunikar, por exemplo. É bom lembrar que a personalização do atendimento ao cliente também está em crescimento no marketing digital.

 

O sucesso de um growth hacker está na definição de objetivos precisos que alimentarão o objetivo geral de crescimento. Isso limitará a tentação de ampliar seu foco e maximizar o tempo que você pode gastar em algo mais certeiro e menos generalizado.

 

Marque presença ativa (e quando digo ativa, quero dizer diária, evite o spam) nas redes sociais. Crie também um site para trazer maior credibilidade para o seu negócio. Não é só de likes e popularidade que se vive uma marca. Consolide-a no mercado com informação de fluxo.

 

Fique ligado nos dados de feedback. Como anda o retorno das suas vendas? Quantas pessoas você anda alcançando? Qual o seu público atual (acredite, ele pode mudar)? O que você pode melhorar para alcançar ainda mais? Estacionar na zona de conforto vai contra a lei do Growth Hacking, que se alimenta na ideia do crescimento rápido e constante.

 

Isso é Tudo Que Eu Preciso?

Não, na verdade não. Veja bem: growth hacking não substitui o marketing digital. Na verdade, longe de serem entidades independentes, o growth hacking e o marketing digital estão intrinsecamente vinculados. A mentalidade compartilhada por trás de ambos circula a ideia da experimentação, da criatividade e do planejamento a fim de alcançar objetivos.

 

Marketing Digital vs Growth Hacking

Nas startups, o growth hacking é um fator que pode ser cultivado dentro de uma equipe de marketing. Nas organizações maiores, pode haver um contingente de crescimento separado entre funções. De qualquer maneira, essas duas são especialidades muito complementares. A real diferença é como elasa procuram alcançar seus objetivos.

 

Um profissional de marketing pode usar o engajamento para analisar uma meta geral de conscientização de uma marca. Um growth hacker, em comparação, pode estabelecer uma meta de aumentar o compartilhamento social em 50%. Ou seja: as atividades de marketing podem ter um foco amplo que abrange qualquer parte do funil, enquanto o growth hacking depende da definição de metas altamente definidas para um resultado específico e singular.

 

 

Read More
13 de fevereiro de 2020

Como Acrescentar Valor À Uma Marca

Como Acrescentar Valor À Uma Marca

Como a percepção dos clientes pode afetar (e muito) o seu valor no mercado

 

Valor vs Marca: dizer que o cliente faz a marca não é só óbvio como necessário. Sem cliente não tem venda, e sem venda não tem empresa, pois todo o investimento vai por água a baixo.

Como, então, saber investir de maneira consciente em um relacionamento favorável para uma boa experiência entre vendedor e consumidor?

 

Simples. Utilizando da estratégia do Brand Equity.

Sim, simples mesmo! Mas o que é isso?

 

Brand equity, ou valor de marca, é um termo do marketing que descreve nada mais nada menos do que o valor de uma marca. Esse valor é determinado pela percepção e experiência do consumidor com determinado produto. Se as pessoas gostam de uma marca, pensando apenas coisas boas sobre ela, ela tem um valor positivo. Quando uma marca apresenta desempenho insuficiente e decepciona a ponto de as pessoas recomendarem que outras a evitem, ela tem um valor negativo.

 

Na teoria, é tudo bem óbvio. Já na prática, é bom estudar o que você precisa melhorar no seu produto.

 

Componentes do Brand Equity

O aumento da sua participação no mercado deverá ser igual ao resultado da lealdade e valor da marca do cliente. Existem quatro componentes que fornecem esses resultados:

 

Reconhecimento da marca – A marca é amplamente conhecida e reconhecida, e os consumidores sabem o que são oferecidos em relação à concorrência.

Experiência da marca – Os consumidores usaram e experimentaram o produto o suficiente para criar expectativas.

Preferência da marca – a marca é a preferida pelos consumidores e, como resultado, eles se tornam clientes que retornam.

Lealdade à marca – A marca e o consumidor têm um apego emocional, e o consumidor fará todo o possível para comprá-la.

 

 

Como Obter Esses Componentes

Busque o feedback. Agradeça os elogios e lembre o seu cliente de que tudo é feito com carinho e especialmente para que ele volte sempre. Agradeça também as críticas e garanta que aprenderá com elas. Errar é humano, mas aprender com os erros é indispensável para um bom valor de marca.

 

Personalize essas experiências. Saiba como lendo mais nessa matéria especial que nós da Comunikar preparamos especialmente para você. Viu? Já até personalizei um pouquinho nesse parágrafo. Se eu não falasse você nem ia notar.

 

Seja rápido ao responder feedbacks negativos. Sério. Não deixe o fogo se alastrar antes que seja tarde demais. Além disso, mostrar pronto atendimento à clientes insatisfeitos também garante a eles que você não está aqui para fazer corpo mole. Sua empresa é sua vida: trate-a como tal.

 

Visualmente falando, para deixar sua marca na “boca do povo”, faça questão de usar sempre as mesmas cores e o mesmo logo para estabelecer um padrão. Quanto mais personalizado e mais chamativo, melhor para o seu branding. Esse é o tipo de coisa que não sai da cabeça das pessoas.

 

Mantenha uma presença ativa nas redes sociais. Ficar sem postar por muito tempo é uma péssima ideia quando se trata em obter valor de marca. Você não quer cair no esquecimento, não é mesmo? São tantas empresas indo e vindo na vida de uma só pessoa no dia a dia que sumir por algumas horas já é arriscado o suficiente.

 

CUIDADO! Exagerar na presença também não é ideal. Algumas redes como o Instagram consideram como spam o excesso de postagens durante o dia. Isso pode resultar no bloqueio total da sua conta.

 

Concluindo…

Cativar as pessoas realmente não é tão difícil quanto parece. A chave para o carisma é a boa educação e o amor pelo atendimento ao cliente. Se você seguir essas dicas direitinho, adicionar valor à sua marca será uma questão de tempo.

 

E caso precise de ajuda… nós estamos aqui exatamente para isso. ????

Read More
11 de fevereiro de 2020

A Influência das Cores nas Vendas

A Influência das Cores nas Vendas

Como a escolha de uma paleta de cores pode afetar o seu negócio

 

A psicologia das cores foi desenvolvida com o objetivo de analisar nossa relação os tons que nos cercam. Segundo pesquisa, 80% dos consumidores sinalizam o impacto da cor na decisão da compra.

 

Vale apontar que 90% das decisões de compra estão relacionadas aos aspectos visuais do produto.Logo, como consequência, entender a preferência do consumidor é importante para influenciar na fidelização.

 

Os primeiros estudos tiveram inicio em 1666, quando Isaac Newton descobriu que a luz branca, ao passar por um prisma, separava-se em diversas cores. Porém, foi o alemão Johann Wolfgang Von Goethe que criou a “Teoria da Cor”.

 

Segundo o cientista, a cor não depende somente da luz e do ambiente, mas também da percepção que temos do objeto. A identificação dos tons é subjetivo, porém os efeitos das cores são universais.

As cores quentes como o vermelho, amarelo e o laranja são estimulantes, alegres, emitem sentimento de ação. Já as cores frias como azul, roxo e verde possuem propriedade calmante por serem suaves e “tranquilas”.

 

Para encontrar a sua cor, é preciso considerar dois pontos chave: a emoção que você quer causar e a impressão que você quer deixar. Que tal descobrir mais sobre o significado de cada tom?

 

cores no marketing

Vermelho

Por definição, é a cor mais quente, simbolizando fogo e paixão. Estimula o aumento da frequência cardíaca e aumenta a respiração.

 

Laranja

É a cor modelo para calor e alegria. Laranja geralmente remete a verão, despertando otimismo e brilho devido a sua intensidade.

 

Amarelo

É a cor do sol. Transmite alegria, relaxamento e estimula a criatividade. O motivo da cor ser utilizada no Setembro Amarelo é o fato de ela ser considerada um calmante para situações de ansiedade.

 

Verde

A famosa cor da esperança e da natureza funciona como sedativo. Olhar para ela é considerado um alivio funcional para as dores de cabeça.

 

Azul

O tom mais “de boa” de todos é também um exterminador de energias negativas. Olhe para o céu – a ideia da amplitude azul acalma até o mais estressado dos clientes.

 

Roxo

Essa é considerada a cor da realeza. Mesmo assim, um dos sentimentos relacionados a ela é a melancolia.

 

Marrom

Cor de madeira, de terra. É ligada ao solo e à segurança do firmamento.

 

Rosa

O rosa demonstra afeto, carinho. O tom pastel também pode ser relacionado à maternidade e à pureza, ao doce e ao gentil.

 

Branco

Paz, fé, lealdade. Tudo relacionado à cor branca deriva do sentimento de divindade. Não é a toa que o vestido da noiva é branco, assim como as roupas que usamos no Ano Novo.

 

Preto

Morte, luto, mistério, escuridão. Ao contrário do branco, a cor preta foi transformada em um antagonista que representa tudo que vai contra a vida enquanto simbolismo. Mesmo assim, também é considerado um tom luxuoso e poderoso.

 

Cinza

O cinza varia entre chique, melancólico e tedioso. É uma cor muito usada na parte de tecnologia por remeter a metal.

 

Você muito provavelmente já percebeu que as cores preto e vermelho são muito usadas para banners de liquidação. Ou seja, nem sempre as lojas optam por seguir padrões durante o ano inteiro, especialmente durante períodos e eventos especiais. Assim como o vermelho e o verde são as cores do natal, o branco e o azul remetem ao inverno, enquanto o amarelo e o laranja remetem ao verão, como dito anteriormente.

 

Mesmo assim, estabelecer uma cor tema para a sua marca vai ajudar a dar um “rosto” para sua empresa – assim como quem pensa em vermelho e amarelo pode simplesmente imaginar um delicioso Big Mac do Mc Donald’s de cara. Isso tudo faz parte de um bom branding.

 

Agora é só sentar e pensar em um mar de cores para chamar de seu. 😉

Read More
4 de fevereiro de 2020

6 Jeitos Infalíveis de Conhecer o Seu Cliente

6 Jeitos Infalíveis de Conhecer o Seu Cliente

Como entender seus clientes te ajuda a sair na frente das outras empresas

 

Conhecer o seu cliente é provavelmente a parte mais essencial para se obter uma venda de sucesso.

Porém, todavia, não obstante, muito além de vender, você fabrica seus produtos para agradar alguém que precisa deles – e esse alguém constrói sua empresa muito mais do que você imagina.

 

O marketing de internet não é e nem pode ser conduzido de forma superficial, como vem acontecendo com tantas automações no mundo dos negócios. A otimização da venda se torna um ponto que distrai as empresas da importância de um relacionamento interpessoal com seus clientes. Mesmo assim, ao invés de nutrir a experiência do usuário, eles negligenciam algo tão básico quanto conhecer a quem se vende.

 

Pessoas se tornam números e, em primeira instância, números não vão render tanto se não forem analisados como indivíduos que possuem interesses próprios.

Comece lembrando que…

 

1. Empatia gera resultado

Você se colocar no lugar do outro não só te oferece um novo horizonte como um mundo de possibilidades para ampliar sua produção. Do que as pessoas gostam? O que as pessoas querem? Por que querem o que querem? Parar para ler comentários e feedbacks não é só um ato de ouvir seus clientes – é um ato de se conscientizar para oferecer uma marca que os atraia.

 

Mas não é só de bate papo que uma empresa vive. Aproveite a tecnologia e…

 

2. Use todos os dados disponíveis.

Uma pesquisa descobriu que apenas 38% dos profissionais de marketing observam dados das mídias sociais, dados esses que poderiam ajudá-los a se direcionarem melhor. Ter uma conta em aplicativos de relacionamento é uma obrigação para as empresas que podem aproveitá-la para interagir com seus clientes.

 

Há uma infinidade de ferramentas de marketing em redes sociais que te passam informações palpáveis sobre alcance demográfico. No Instagram, por exemplo, há a possibilidade de se obter informações sobre o público mais ativo separado por localização, idade, gênero e até mesmo horários de maior engajamento.

 

Faça uma lista de todos esses dados e foque em produzir conteúdos que condizem com os clientes que você tem. Não faz sentido você usar de uma linguagem formal se o seu público é, em sua maioria, jovens e adolescentes por exemplo.

Sabendo disso, é bom que você…

 

3. Identifique e atue no que chama a atenção do seu cliente

Vá até seus clientes para conhecer eles; não espere que eles venham até você. Um estudo feito pela Yesmail descobriu que a maioria dos profissionais ignoram sinais de crescimento em interações. Esses são os clientes com maior probabilidade de gastar ou continuar gastando. Sendo assim, identifique seus consumidores mais importantes, mas não se esqueça de determinar que uma experiência mais personalizada te levará ainda mais longe.

 

“E como eu posso entender esses sinais?” ora, de forma clara,

 

4. Levante perguntas e preste atenção nas respostas

Em uma escala de um a 10, qual a probabilidade de você usar uma pesquisa de satisfação para melhorar seu produto e o relacionamento com seus clientes? Se respondeu menos que 10, está na hora de agir. As vezes, para saber o que precisa, é necessário perguntar o óbvio.

 

É claro que chegar no cliente e perguntar “e aí, o que você quer?” não é a melhor estratégia. Por isso, seja sorrateiro. Pergunte o que eles sentem que falta na sua loja, o que eles gostariam de ver no seu negócio e que tipo de novidade os fariam felizes. Algumas sugestões podem ser tão boas que aderir a elas só te providenciará vantagens.

 

São muitas as pessoas que querem algo mas não têm coragem de dar um passo a frente para falar. Dê o espaço necessário e convide-as a soltar o verbo. Interação é a chave que você precisa para abrir a porta para novos negócios outrora impensáveis.

 

quem são meus clientes

5. Evite confiar somente em estratégias passadas

Isso é tanto uma filosofia de negócios quanto uma tática de marketing. Não presuma que métodos que funcionaram bem no ano passado vão funcionar no futuro. O marketing digital evolui junto ao fluxo da tecnologia, e ela não é de ficar presa ao passado.

 

Atualize consistentemente seus dados e informações existentes para garantir que você tenha (e, mais importante, esteja atuando com) os melhores dados disponíveis. É preciso checar as informações dos seus clientes de maneira rotineira, pois até eles tendem a sofrer metamorfoses com criações de novas modas.

 

Por último mas não menos importante,

 

6. Fique de olho nos seus concorrentes

A menos que você seja um dos raros pioneiros no seu setor, você terá concorrentes. Aprenda com os erros alheios e cresça com seus acertos. Veja o que os clientes deles querem e faça questão de oferecer exatamente aquilo que falta.

As reações do cliente alheio também servem para você organizar a sua produção. Muito dificilmente pessoas com gostos semelhantes vão ter opiniões demasiadamente diferentes.

 

Sem falar que você pode usar esse conhecimento para criar estratégias de marketing que aproveitem as fraquezas de seus concorrentes e melhorem o desempenho dos seus próprios negócios. Conheça os clientes deles, pois eles também podem se tornar seus fiéis seguidores com a estratégia certa.

 

 

Viu só? Entender as pessoas não é nenhum bicho de sete cabeças. Difícil é vender sem conhecer a quem se vende. Agora que você sabe como derrubar esse muro que te separa dos seus consumidores em potencial, que tal expandir seu negócio?

Read More
22 de janeiro de 2020

7 dicas de Marketing para Redes Sociais

Dicas para Redes Sociais

 

Você sabe qual o melhor jeito de estabelecer uma estratégia para suas redes sociais?

Não?

Ah, sem problemas! A Comunikar está aqui para facilitar a sua vida, te oferecendo o conhecimento necessário para crescer no mercado.

 

No artigo de hoje, preparamos 7 tópicos chave para você se destacar com sucesso sem muito segredo.

Veja abaixo, transcrito de forma breve e dinâmica, o passo a passo que vai te garantir uma melhoria no perfil da sua empresa nas redes sociais. Qualquer dúvida que surgir, estamos à disposição. E se você estiver à procura de uma empresa que entende do assunto para gerenciar suas redes para você… bem, estamos à disposição também! 😉

 

#1. Foco: Uma estratégia focada possui maior chance de sucesso, pois constrói uma marca forte.

#2. Escute: O sucesso nas redes sociais e no marketing de conteúdo requer mais escuta. Participe de discussões para saber o que é importante para o seu público-alvo.

#3. Paciência: Alcançar resultados requer comprometimento a longo prazo.

#4. Qualidade: Qualidade supera quantidade. É melhor ter 1.000 conexões que interagem com seu conteúdo, do que ter 10.000 conexões que desaparecem depois de se conectar com você pela primeira vez.

#5. Reconhecimento: Uma das partes mais importantes do sucesso em Marketing de Rede Social é construir relacionamento. Não ignore seu público.

#6. Acessibilidade: Esteja disponível para o seu público. Participe das conversas. Seguidores podem ser inconstantes.

#7. Profissional: É muito importante ter acompanhamento de um profissional especializado, pois ele está apto a identificar os melhores investimentos e saber quais as redes sociais devem ser mais alimentadas, além de quais as ferramentas são essenciais para o sucesso da sua estratégia. Para isso, conte a Comunikar.

Read More
13 de abril de 2017

5 sinais de que você precisa contratar uma agência

5 sinais de que você precisa contratar uma agência

contratar-agencia

#1. Contratar uma agência? Não são só as grandes empresas que precisam.
É um grande erro achar que apenas as grandes empresas precisam de suporte profissional. Agências de Marketing Digital podem beneficiar negócios de qualquer tamanho, contanto que você tenha em mente qual o seu objetivo. Ou seja, independente do porte da empresa, um planejamento de marketing bem montado é fundamental.

#2. Você não sabe qual a melhor forma de abordar seu público-alvo
Descrever o perfil do cliente é fundamental para que sejam traçadas boas estratégias. A agência se preocupa para que a linguagem e a veiculação atinja adequadamente seu público, fazendo com que não ocorra desperdício do investimento e conseguindo o retorno desejado.

#3. Sua marca não é lembrada pelos seus clientes
A agência irá trabalhar para que ocorra a identificação do consumidor com a empresa, fazendo com que o cliente veja a marca como extensão do seu dia a dia. A partir daí, os resultados começam a ser mais duradouros.

#4. A concorrência está forte
Se os seus concorrentes possuem uma parcela maior de mercado ou estão com uma atuação mais forte a cada dia, provavelmente você está com uma má gestão de marketing (ou ausência dele). Nesse caso, a agência irá identificar oportunidades no mercado, analisar os pontos entre sua marca e seus concorrentes e, assim, traçar estratégias que levem sua empresa a uma posição mais favorável frente ao mercado.

#5. Você não tem presença na Internet
Apostar em novas abordagens é fundamental para as empresas que buscam se destacar e o Marketing Digital é o campo que mais cresce na publicidade. A internet pode ser utilizada para proporcionar interação do cliente com a marca, aproximando seu relacionamento, para conhecer melhor o público-alvo, por exemplo. Possui longo alcance, aumenta a competitividade e ainda há possibilidade de segmentação de clientes, entre outros diversos benefícios.

Caso você tenha se identificado com um ou mais tópicos, aconselhamos que procure urgente uma agência.
A Comunikar tem a solução exata para seus problemas. Conheça!

 

contratar uma agência

Read More
21 de março de 2017

3 passos para aumentar suas vendas

3 passos para aumentar suas vendas

Hoje em dia existem várias técnicas de vendas que prometem turbinar resultados das empresas, como se houvesse uma espécie de “fórmula mágica” que aumentasse as vendas instantaneamente. então o que deve ser feito para que uma empresa impulsione suas vendas, atraia mais clientes e tenha muito sucesso?

Conheça agora os 3 passos para aumentar suas vendas:

Antes de tudo, é necessário que haja planejamento nas ações da empresa, sejam ela de curto, médio ou longo prazo. Alguns princípios devem ser estabelecido para que o planejamento dê certo e sua empresa aumente o número das vendas:

1 – Qual o produto ou serviço da sua empresa?
Conhecer totalmente os produtos e/ou serviços que a sua empresa oferece é de fundamental importância para poder definir quais estratégias irá utilizar para divulgá-los, sempre de forma criativa e assertiva.

2 – Oferte os benefícios de seus produtos/serviços e não apenas suas características.
Dizer apenas que um xampu é feito com determinado componente é menos eficiente que dizer que o mesmo dará vida, brilho, leveza e força aos cabelos de quem o utilizar.

3 – Pense sempre fora da caixa.
Quantas empresas tem o mesmo segmento de atuação da sua? Quantas oferecem os mesmos produtos/serviços com os mesmo benefícios e preços? O que difere uma da outra então? É sempre importante pensar em estratégias para que a sua empresa tenha sempre posição de destaque na escolha de seus clientes.

Há inúmeras coisas que devem ser levadas em consideração para o sucesso de uma empresa, porém, mais importante é sempre estar atento às novidades do mercado e as possibilidades que ele dispõe para aproveitá-las da melhor forma possível. Uma empresa de sucesso é aquela que conhece seu cliente, sabe o que ele precisa e sabe o jeito certo de falar com ele. Seja visionário e pense sempre com organização e propósito, tenha uma ótima estratégia de marketing.

Read More
14 de junho de 2016