O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

O Fenômeno do Crescimento Por Growth Hacking

Entenda o fenômeno do crescimento deliberado de startups nos últimos tempos

 

Criado por Sean Ellis, Empreendedor e Investidor-Anjo, o título de Growth Hacker é usado para definir aquele que usa estratégias criativas e de baixo custo para ajudar empresas a adquirir e reter clientes. Por isso, geralmente a ideia do Growth Hacking é usada com startups em seu estágio inicial, onde precisam de crescimento maciço em pouco tempo com orçamentos pequenos.

 

Growth Hacking é um termo genérico para estratégias focadas exclusivamente em crescimento.

 

A palavra Hacking provavelmente te levou a pensar que, para ser um “Hacker de crescimento”, você devesse investir em uma faculdade de programação primeiro. Acredito que será um alívio saber que isso não é nem um pouco necessário.

 

Gagan Biyani, co-fundador da Udemy e Growth Hacker assumido: “muitas das descrições de growth hackers na web são desnecessariamente restritivas. Não acredito que eles devam ser engenheiros formais quando muitos dos growth hackers mais conceituados não codificam regularmente “.

 

Como Utilizá-lo Ao Seu Favor

Apesar do nome complicado, não é tão difícil seguir essa linha de planejamento. Primeiro, crie seu produto e faça testes para garantir que as pessoas realmente o desejam e estejam dispostas a pagar por ele. Isso ajudará você a coletar dados para entender melhor sua “clientela”, te dando direções táticas quando se trata de marketing de crescimento.

 

É assim que funciona aqui na Comunikar, por exemplo. É bom lembrar que a personalização do atendimento ao cliente também está em crescimento no marketing digital.

 

O sucesso de um growth hacker está na definição de objetivos precisos que alimentarão o objetivo geral de crescimento. Isso limitará a tentação de ampliar seu foco e maximizar o tempo que você pode gastar em algo mais certeiro e menos generalizado.

 

Marque presença ativa (e quando digo ativa, quero dizer diária, evite o spam) nas redes sociais. Crie também um site para trazer maior credibilidade para o seu negócio. Não é só de likes e popularidade que se vive uma marca. Consolide-a no mercado com informação de fluxo.

 

Fique ligado nos dados de feedback. Como anda o retorno das suas vendas? Quantas pessoas você anda alcançando? Qual o seu público atual (acredite, ele pode mudar)? O que você pode melhorar para alcançar ainda mais? Estacionar na zona de conforto vai contra a lei do Growth Hacking, que se alimenta na ideia do crescimento rápido e constante.

 

Isso é Tudo Que Eu Preciso?

Não, na verdade não. Veja bem: growth hacking não substitui o marketing digital. Na verdade, longe de serem entidades independentes, o growth hacking e o marketing digital estão intrinsecamente vinculados. A mentalidade compartilhada por trás de ambos circula a ideia da experimentação, da criatividade e do planejamento a fim de alcançar objetivos.

 

Marketing Digital vs Growth Hacking

Nas startups, o growth hacking é um fator que pode ser cultivado dentro de uma equipe de marketing. Nas organizações maiores, pode haver um contingente de crescimento separado entre funções. De qualquer maneira, essas duas são especialidades muito complementares. A real diferença é como elasa procuram alcançar seus objetivos.

 

Um profissional de marketing pode usar o engajamento para analisar uma meta geral de conscientização de uma marca. Um growth hacker, em comparação, pode estabelecer uma meta de aumentar o compartilhamento social em 50%. Ou seja: as atividades de marketing podem ter um foco amplo que abrange qualquer parte do funil, enquanto o growth hacking depende da definição de metas altamente definidas para um resultado específico e singular.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *